alterações de humor

Alterações de humor: o que podem significar

Geralmente, as pessoas que sofrem com alterações de humor enfrentam grandes dificuldades de convívio social. Isso porque nem sempre os familiares e amigos conseguem entender esse comportamento como um sintoma de alguma doença psiquiátrica.

Você sabe quais patologias podem produzir esses distúrbios no humor? Então, continue a leitura e entenda mais sobre o assunto.

Transtorno bipolar

O transtorno bipolar promove alterações comportamentais nos indivíduos, com efeito, faz com que eles oscilem entre momentos de felicidade e de depressão. Essas oscilações de humor são divididas em mania, hipomania e depressão.

A mania, ou euforia, é o estado de exaltação do humor. A hipomania é um estado semelhante ao de mania, mas em menor intensidade. A depressão, dentro do transtorno afetivo bipolar, divide-se nos tipos 1 e 2.

Durante o tipo 1, a pessoa apresenta momentos depressivos intercalados com episódios de mania. Ao passo que no tipo 2, os estados de mania são menos intensos. Seja como for, as oscilações de humor não respeitam um período de tempo, ocorrendo de forma aleatória.

Não há comprovação científica para a origem do problema. Apenas o que se sabe é que fatores genéticos e a ocorrência de alterações no cérebro ou nos níveis dos neurotransmissores estão relacionados.

Distimia

A distimia ou distúrbio distímico é um tipo de depressão de menor gravidade, mas que pode ter maior duração que as outras formas da doença. Os pacientes apresentam um humor continuamente triste durante parte do dia, com duração de, pelo menos, 2 anos.

Os sintomas costumam ser mau humor, irritabilidade, perda de libido e de energia, desmotivação, redução ou aumento do apetite, falta ou excesso de sono, dificuldade de concentração e baixa autoestima.

Depressão

A depressão é uma doença psiquiátrica crônica, que costuma ser confundida com uma mera tristeza ou alguma alteração de humor. Porém, essa condição pode causar muito sofrimento ao paciente e grandes prejuízos à saúde da pessoa.

Dentre os sintomas apresentados com maior frequência pelos pacientes depressivos, podemos citar desânimo, dificuldade de concentração, pessimismo, indecisão, insegurança, irritabilidade, angústia e pensamentos suicidas.

A depressão pode ter origem genética, pode ser causada pela deficiência dos neurotransmissores no organismo ou pela ocorrência de eventos estressantes.

Distúrbio ciclotímico

O distúrbio ciclotímico é um transtorno em que ocorre constante alteração de humor do paciente. Geralmente, são episódios leves e curtos de euforia e de depressão, de forma alternada. Quando não tratado, esse transtorno pode evoluir para um transtorno bipolar.

Quando o indivíduo está no momento de euforia, sente-se mais capaz, motivado e com a autoestima elevada. Porém, ele também fica mais irritado que o normal, mais prolixo e agitado.

Com o passar das horas, o humor passa a ficar deprimido, e a euforia dá lugar ao sentimento de culpa e vergonha, perda de energia e depreciação. Em alguns casos, o paciente pode até apresentar ideação suicida.

A psicoterapia é a melhor alternativa de tratamento a todas essas doenças que provocam as alterações de humor. Tal terapia ajuda o paciente a lidar com essa alternância e a identificar as situações que deflagram os sintomas.

Quer saber mais? Estou à disposição para solucionar qualquer dúvida que você possa ter e ficarei muito feliz em responder os seus comentários sobre esse assunto. Leia outros artigos e conheça mais do meu trabalho como psiquiatra em Lucas do Rio Verde!

Comentários

Posted by Dra. Michelle Teixeira