estresse

7 sinais de estresse

O estresse é uma reação do organismo a situações que ofereçam algum tipo de risco. Desse modo, há uma reação química que possibilita uma ação imediata para evitar prejuízos à saúde. Porém, cada pessoa reage de forma diferente, o que faz essa resposta ser individual.

No entanto, o corpo está preparado para lidar com pequenas doses de estresse. A recorrência e/ou exacerbação dessa sensação pode causar uma série de sintomas. A seguir, conheça mais sobre eles.

1. Enfraquecimento do sistema imunológico

O excesso de estresse tem o potencial de prejudicar as células de defesa, deixando o organismo mais suscetível a infecções. Por isso, a recorrência de gripes, resfriados e doenças semelhantes pode indicar uma relação com o estresse.

Entretanto, essa conexão ainda é alvo de estudos. Em alguns casos, o enfraquecimento do sistema imunológico pode ser resultado de uma dieta com baixo valor nutricional, sedentarismo ou patologias que afetam as defesas do corpo.

2. Dor crônica

Outra queixa comumente relatada por quem está constantemente estressado é a dor crônica. Existem estudos que apontam uma forte relação com o aumento na produção do hormônio cortisol, responsável pela sensação de estresse.

3. Alergias

A pele é um dos órgãos mais impactados pelo excesso de estresse. A alergia nervosa, como é chamada, é uma dermatite que se desenvolve a partir de uma situação estressante ou de problemas emocionais.

Ainda, essa alergia se caracteriza pela presença de placas vermelhas e ásperas (eczema) e, em alguns casos, com pequenas bolhas e coceira intensa. Esses sintomas podem aparecer em qualquer parte do corpo.

4. Acne

Outra reação da pele ao estresse é o desenvolvimento da acne. Existem duas possíveis explicações para essa relação. A primeira é pautada pela ideia de que, ao se sentirem estressadas, as pessoas tocam mais os rostos, espalhando bactérias que favorecem a formação de acnes.

Uma segunda vertente é que o estresse afeta o sistema imunológico, fazendo com que a pele não reaja corretamente às bactérias. Com isso, os poros são obstruídos e inicia-se o processo de desenvolvimento das espinhas e cravos.

5. Problemas digestivos

A diarreia e a constipação são dois problemas digestivos que podem ser ocasionados por altos níveis de estresse. Além disso, ao lidar rotineiramente com situações estressantes, há uma maior suscetibilidade a desenvolver gastrite nervosa, úlceras e dores estomacais.

6. Mudanças no apetite

Quando nos sentimos estressados, é normal que haja uma diminuição ou elevação do apetite, alterando nossos hábitos alimentares. Isso porque, as alterações químicas causadas pelo estresse ocasionam o aumento na produção do hormônio grelina, responsável pela sensação de fome e saciedade.

7. Queda de cabelo

Um dos sinais de estresse mais conhecidos e comprovados cientificamente é a queda de cabelo. Nessas situações, o organismo aumenta a produção de estriol, substância que bloqueia a entrada de nutrientes na região capilar. 

Dessa forma, há o término prematuro do crescimento dos fios, enfraquecendo-os e provocando sua queda. Nesses casos, o tratamento não deve considerar apenas o suporte de um dermatologista, mas também de um psicólogo e um psiquiatra.

Então, com a leitura deste post, você conheceu os efeitos que o estresse pode provocar no organismo, deixando o corpo mais suscetível a uma série de condições. Portanto, procure controlar essa sensação e, caso não consiga, procure assistência médica.

Quer saber mais? Estou à disposição para solucionar qualquer dúvida que você possa ter e ficarei muito feliz em responder aos seus comentários sobre este assunto. Leia outros artigos e conheça mais do meu trabalho como psiquiatra em Lucas do Rio Verde!

O que deseja encontrar?

Compartilhe

Share on facebook
Share on linkedin
Share on google
Share on twitter
Share on email
Share on whatsapp