apatia

O que é a apatia?

Você conhece alguém que apresente um certo desinteresse pela vida? Você já esteve nesta situação em algum momento? Então, saiba que esse “sentimento” tem nome, sendo chamada pela comunidade médica como apatia.

Quer saber mais sobre essa condição? Então, recomendamos a leitura deste post. Por isso, a seguir, explicaremos tudo o que você precisa saber a respeito do assunto.

Entenda mais sobre a apatia

A apatia pode ser entendida como a ausência de emoção, de entusiasmo, perda de interesse com relação às situações sociais ou emocionais (estado de humor), falta de sentimento ou de preocupação com a vida.

No que diz respeito à Medicina, a apatia é considerada uma síndrome a longo prazo, comumente associada a determinados estados mentais ou desordens. Nesse sentido, é uma condição formada por processos psíquicos, emocionais e físicos.

Ademais, diferente do que muitos imaginam, nem sempre a apatia é resultado de um quadro depressivo. Por isso, não pode ser apontada como um indicador direto da doença. Todavia, o comportamento do paciente muitas vezes se assemelha ao apresentado em casos de depressão.

Como é causada?

Por ser uma condição multifatorial, não é possível destacar um único ponto como responsável pelo desenvolvimento da apatia. Sendo assim, o seu surgimento pode decorrer de diversas situações. Entre as mais comuns, estão:

  • falta de sono;
  • anemia, problemas na tireoide e infecções;
  • sedentarismo;
  • deficiência nutricional;
  • lesões cerebrais decorrentes de acidentes traumáticos;
  • consumo de drogas entorpecentes;
  • problemas no funcionamento do sistema límbico ou na conexão do córtex frontal com os gânglios basais.

Além disso, o surgimento deste desinteresse pode indicar um quadro de demência. Isso porque, a apatia é um dos sintomas neuropsiquiátricos mais habituais no diagnóstico de doenças como o Alzheimer.

Quais os sintomas?

Em primeiro lugar, a total desmotivação e desejo pela vida é um dos sintomas que podem evidenciar o problema. Contudo, para a confirmação do diagnóstico, são utilizados quatro critérios que precisam estar presentes por, pelo menos, quatro semanas. São eles:

  • desinteresse generalizado: o paciente demonstra desmotivação excessiva e não condizente com sua faixa etária, histórico de saúde ou cultura;
  • mudanças comportamentais ou emocionais: apresenta modificações no comportamento, tais como, grosseria, mau-humor ou letargia. Além disso, não se interessa por notícias, eventos sociais ou reflexões;
  • queda na qualidade de vida: as características anteriores impactam na qualidade de vida do paciente, afetando seu convívio social e profissional;
  • mudanças comportamentais não relacionadas a doenças: o paciente não apresenta nenhuma doença pré-existente, limitações físicas ou vícios.

Como é o tratamento da apatia?

A apatia é passível de tratamento, mas as medidas variam de pessoa para pessoa. Ou seja, em quadros severos, pode exigir o uso de medicamentos para alívio dos sintomas. No entanto, o mais comum é que o tratamento seja feito através da psicoterapia.

Ademais, a terapia visa desconstruir as crenças pessimistas do paciente e a sua insensibilidade em relação ao mundo. Além disso, atua no tratamento de um possível quadro depressivo.

Então, a apatia não é uma doença, mas requer tratamento para evitar um grande impacto na vida do paciente. Portanto, caso perceba esses sintomas em algum familiar, recomende a busca por um profissional de saúde.

Quer saber mais? Estou à disposição para solucionar qualquer dúvida que você possa ter e ficarei muito feliz em responder aos seus comentários sobre este assunto. Então, leia outros artigos e conheça mais do meu trabalho como psiquiatra em Lucas do Rio Verde!

O que deseja encontrar?

Compartilhe

Share on facebook
Share on linkedin
Share on google
Share on twitter
Share on email
Share on whatsapp