Depressão

Depressão: 7 mitos e verdades

A depressão ocupa o quarto lugar no ranking de patologias mais incapacitantes elaborado pela Organização Mundial da Saúde (OMS). No Brasil, está presente em cerca de 15% da população, segundo dados do Ministério da Saúde brasileiro.

No entanto, ainda há muitas dúvidas sobre esse quadro, principalmente em função dos diversos boatos que circulam sobre o tema. Por isso, preparamos este post para explicar o que é mito e o que é verdade dentre essas afirmações.

1) Depressão não existe.

Infelizmente, esse é um dos mitos mais encontrados na internet e que mais prejudicam o tratamento dos pacientes. Afinal, ao acreditarem que ela não existe, não enxergam a necessidade de buscar suporte médico.

Na verdade, trata-se de uma doença grave. Prova disso, é que existem inúmeras campanhas de conscientização sobre a condição. Além de afetar o humor do paciente, provoca mudanças no seu organismo, afetando sua saúde.

2)  A depressão é uma das principais causas de suicídio.

Infelizmente, essa afirmação é verdadeira. Nesse sentido, os transtornos do humor são responsáveis por mais de 30% dos casos de suicídio no mundo. Por isso, o seu diagnóstico e tratamento são imprescindíveis. Ademais, em comparação com pessoas não depressivas, os portadores da doença tem até cinco vezes mais chances de cometer suicídio.

3) Não se deve abordar o problema com o paciente.

Mito. Pelo contrário, a base do tratamento psicoterapêutico é o diálogo com o paciente, fazendo com que ele expresse os seus sentimentos e entenda sua condição. Assim, falar sobre o assunto o motiva a procurar ajuda e, assim, tratar a doença.

4) A depressão não é passível de cura.

Mais um mito que traz grande aflição aos pacientes. A condição pode ser curada, desde que haja o acompanhamento de um médico. Assim, é possível diagnosticar a causa e iniciar o tratamento, que pode ser com uso de medicamentos e/ou psicoterapia.

5) A depressão é uma doença exclusiva das mulheres.

Mito. Apesar das estatísticas revelarem que as mulheres são as mais atingidas pela doença, é uma doença comum a ambos os gêneros. Porém, por uma questão cultural, a necessidade de ajuda é associada à fraqueza, o que faz com que os homens não busquem auxílio médico.

6) O tratamento da depressão deve ser contínuo.

Verdade. Geralmente, provoca profundas alterações nos neurotransmissores, causando um desequilíbrio no organismo. Porém, com o uso de medicamentos prescritos por um médico, é possível restaurar esse equilíbrio.

Além disso, a continuidade nas sessões de psicoterapia permite que o paciente entenda seus sentimentos e consiga retomar a sua vida. Por todas essas razões, o tratamento deve ser mantido pelo período que o médico entender como suficiente.

7) As crianças e adolescentes não são afetados pela doença

Outro mito. Isso porque a doença não está relacionada à idade ou ao envelhecimento. Por isso, pode ocorrer mesmo na infância ou na adolescência. No entanto, é de diagnóstico mais complexo, pois as crianças nem sempre conseguem expor os seus sentimentos para os adultos. Por isso, é importante estar atento ao comportamento delas.

Então, com a leitura deste post, você conheceu os principais mitos e verdades mais comuns a respeito do problema. Portanto, se suspeitar dos sintomas ou perceber alguma mudança no comportamento dos seus filhos, converse com um médico para que a situação seja avaliada. 

Quer saber mais? Estou à disposição para solucionar qualquer dúvida que você possa ter e ficarei muito feliz em responder aos seus comentários sobre este assunto. Leia outros artigos e conheça mais do meu trabalho como psiquiatra em Lucas do Rio Verde!

O que deseja encontrar?

Compartilhe

Share on facebook
Share on linkedin
Share on google
Share on twitter
Share on email
Share on whatsapp