Depressão

Depressão: O que é e qual o seu tratamento?

Segundo a Organização Pan-americana de Saúde (OPAS), a depressão é um transtorno que acomete mais de 300 milhões de pessoas no mundo. Em casos graves, pode levar ao suicídio, segunda principal causa de morte entre pessoas com idade entre 15 e 29 anos.

Você conhece as principais causas desse transtorno? Sabe quais são as alternativas mais eficazes de tratamentos? Então, não deixe de ler este post. Nele, responderemos a todas essas dúvidas.

O que é depressão?

Trata-se de uma doença que se caracteriza pela perda ou pela diminuição de interesse e prazer pela vida, levando à angústia e prostração. Em virtude da desinformação, durante muitos anos a depressão foi tratada como um tabu.

Por afetar consideravelmente a vida social e profissional do paciente, essa condição precisa ser tratada. Além disso, a depressão pode ajudar a desencadear ou potencializar outros problemas de saúde, agravando o quadro geral.

Quais são as causas?

Embora a doença não tenha uma causa específica, sua origem está relacionada à combinação de fatores ambientais, genéticos, biológicos e psicológicos. Neste sentido, existem fatores de risco que aumentam as chances de uma pessoa desenvolvê-la. São eles:

  • ter histórico familiar de algum transtorno mental ou de humor;
  • sofrer com insônia ou outros distúrbios de sono;
  • passar por algum evento da vida ligado à depressão, tais como, perda de emprego, divórcio, mudança de cidade ou morte de um ente querido;
  • uso de drogas, consumo abusivo de álcool ou automedicação;
  • ter alguma doença crônica, como diabetes, artrite, doença cardíaca ou tireoide.

Quais são os sintomas?

A depressão afeta pessoas de qualquer idade, sem distinção. Essa doença tem a tristeza entre os seus principais sintomas. Geralmente, esse sentimento é extremado e o paciente tem a sensação de que as coisas não irão melhorar e o mal-estar não vai passar.

Além disso, uma pessoa depressiva tem uma sensação de vazio muito presente, tende a se afastar dos amigos e familiares, encontra grande dificuldade para realizar tarefas do cotidiano e se sente cansada a maior parte do tempo.

Ainda, a depressão também leva as pessoas a terem pensamentos distorcidos, de modo que se sintam culpadas diante de situações ruins ou estejam sempre se comparado com terceiros. Outros sintomas comuns são: perda de libido, falta de concentração, irritabilidade, perda ou ganho de apetite.

Como é o tratamento?

Cada quadro depressivo é analisado e tratado de forma individualizada. Além disso, não há um tempo pré-estabelecido para o fim do tratamento. A psicoterapia é uma alternativa eficaz, principalmente nos casos leves da doença, sendo a terapia cognitivo-comportamental (TCC) a abordagem mais utilizada.

Ainda, o psiquiatra também poderá indicar ou não a necessidade do uso de medicamentos. Esses fármacos têm o papel de repor neurotransmissores cerebrais que estão ausentes em pessoas depressivas, tais como, serotonina e noradrenalina.

Ademais, a prática regular de exercícios físicos, a ingestão de alimentos ricos em ômega 3, vitaminas B e D, e o consumo de bebidas calmantes, como sucos de maçã e maracujá, são medidas complementares de tratamento.

Enfim, a depressão é uma doença grave e que precisa ser tratada e acompanhada por um profissional de saúde mental. Portanto, caso perceba esses sintomas em algum amigo ou familiar, recomende a consulta com um psicólogo ou psiquiatra.

Quer saber mais? Estou à disposição para solucionar qualquer dúvida que você possa ter e ficarei muito feliz em responder aos seus comentários sobre este assunto. Leia outros artigos e conheça mais do meu trabalho como psiquiatra em Lucas do Rio Verde!

O que deseja encontrar?

Compartilhe

Share on facebook
Share on linkedin
Share on google
Share on twitter
Share on email
Share on whatsapp