insônia

Insônia: causas e tratamentos

Uma boa noite de sono é determinante para amenizar a maioria dos problemas relacionados à saúde. Enquanto dormimos, nosso organismo inicia um processo regenerativo. Por isso, a insônia pode representar um grande risco à saúde.

Você sabe como ela é causada? Conhece os sintomas e opções de tratamento? Caso não, recomendamos a leitura deste post. A seguir, explicaremos tudo sobre o assunto.

O que é a insônia?

A insônia é um problema definido pela dificuldade para dormir, para continuar dormindo ou pela recorrência do despertar mais cedo que o usual. Dessa forma, o problema pode se manifestar de diferentes formas em cada pessoa.

Diferente do que muitos imaginam, a insônia não é apenas não conseguir dormir o suficiente. A condição está diretamente ligada a qualidade do sono e nem tanto a quantidade de horas dormidas em uma noite.

Ainda, esse problema pode ser dividido em dois tipos: curta e crônica. No primeiro caso, se manifesta por um curto período de tempo e está associada a situações pontuais de mudanças na rotina e estresse.

No segundo caso, a insônia permanece por mais de três meses, se repetindo por, pelo menos, três noites por semana. Porém, é importante esclarecer que, cada pessoa tem a sua necessidade de sono. Quando alguém dorme pouco e não apresenta sintomas posteriores, não há um quadro de insônia.

Como é causada?

Existem inúmeras causas de insônia. Geralmente, são relacionadas a situações de estresse contínuo, levando o corpo e a mente à exaustão, prejudicando a qualidade do sono ou a capacidade de permanecer dormindo por um tempo adequado de tempo.

No caso da insônia curta, é comum que surja a partir de problemas que causem incômodos ao indivíduo, tais como, mudanças no ambiente em que está acostumado a dormir, excesso de trabalho, preocupação constante ou até gripes e resfriados.

Já o tipo crônica pode ter origem em distúrbios mais profundos, como a depressão e outros transtornos mentais. Além disso, algumas doenças que causam dor ou dificuldade respiratória, consumo abusivo de álcool ou uso de drogas ilícitas podem ocasionar a insônia.

Quais são os sintomas?

O sintoma mais característico dessa condição é a dificuldade para dormir ou para permanecer dormindo por um período adequado. Outro sinal é a dificuldade de não voltar a dormir após acordar mais cedo que o habitual.

Além disso, quem sofre com insônia pode apresentar sintomas posteriores às más noites de sono, tais como, fadiga ou sonolência diurna, irritabilidade, ansiedade, falta de concentração, desânimo, baixa energia e preocupação constante.

Outrossim, esse problema também se reflete nas relações sociais e profissionais, afetando a capacidade do indivíduo de formular ideais e reduzindo a sua atenção, percepção, rendimento e memória.

Como é o tratamento para insônia?

A principal medida terapêutica é o tratamento comportamental a partir das técnicas de reeducação de saúde, terapia de relaxamento e controle de estímulos. No primeiro caso, consiste na mudança nos hábitos de sono, dormir mais cedo, não forçar o sono, evitar o café ou álcool antes de dormir, praticar exercícios, entre outros.

Já a terapia de relaxamento envolve meditação, fisioterapia, alongamento e métodos de relaxamento emocional, muscular e corporal. Por último, o controle de estímulos consiste no monitoramento dos sinais vitais e aplicação de simulações para ajudar no sono.

Além disso, existem alguns casos em que a terapia cognitiva é indicada. Essa abordagem da psicoterapia é realizada por profissionais de saúde mental e busca identificar as causas por trás da insônia.

Então, com a leitura deste post, você conheceu um pouco mais sobre a insônia, suas causas, sintomas e tratamentos. Portanto, caso sofra com essa dificuldade, procure um médico para ser avaliado e, se necessário, tratado.

Quer saber mais? Estou à disposição para solucionar qualquer dúvida que você possa ter e ficarei muito feliz em responder aos seus comentários sobre este assunto. Leia outros artigos e conheça mais do meu trabalho como psiquiatra em Lucas do Rio Verde!

O que deseja encontrar?

Compartilhe

Share on facebook
Share on linkedin
Share on google
Share on twitter
Share on email
Share on whatsapp