Be Yourself. Handsome man holds a mask of his face. Copy space.

Síndrome de Bordeline: Sintomas, causas e tratamentos

Instabilidade emocional, impulsividade e insegurança são alguns dos sintomas encontrados em pacientes diagnosticados com a síndrome de Borderline. Esse transtorno de personalidade é uma condição que traz graves consequências para a vida de quem o possui.

Você já ouviu falar nessa síndrome? Conhece suas causas, sintomas e possibilidades de tratamento? Caso não, recomendamos a leitura deste post. A seguir, explicaremos tudo o que você precisa saber sobre o assunto.

O que é a síndrome de borderline?

O termo inglês “borderline”, em tradução livre, se refere ao que é limítrofe, estar no limite, na fronteira. A partir disso, podemos entender a síndrome de borderline como um transtorno psicológico e psiquiátrico no qual o paciente apresenta um padrão de instabilidade no humor e no comportamento.

Desse modo, a condição se caracteriza por episódios de estabilidade com momentos de ira, depressão e ansiedade. Na maioria dos casos, o quadro começa a se manifestar na adolescência, se tornando cada vez mais frequente à medida que o paciente cresce.

Ademais, em função das suas manifestações clínicas, esse transtorno de personalidade é comumente confundido com esquizofrenia ou bipolaridade. A principal diferença está na durabilidade e na intensidade das emoções.

Quais os sintomas mais comuns?

Quem sofre com a síndrome de borderline tende a sofrer mudanças drásticas de humor, ter relações sociais instáveis e um estado de espírito inconstante. A seguir, conheça os principais sintomas apresentados por esses pacientes:

  • necessidade elevada de não ficar sozinho, em função do excessivo medo do abandono;
  • padrão de relações familiares instáveis, alternando entre episódios de extrema proximidade e amor com momentos de fúria e ódio;
  • baixa auto-estima;
  • comportamentos impulsivos e perigosos, tais como, ter relações sexuais sem proteção, consumo abusivo de álcool e drogas ilícitas e gastos compulsivos;
  • pensamentos suicidas recorrentes;
  • alta sensibilidade à rejeição;
  • pensamentos paranoicos relacionados ao estresse.

Desse modo, a partir desses sintomas, os pacientes podem apresentar picos de fúria em situações simples, como uma mudança de planos, breve distanciamento em razão de viagens, irracionalidade em situações de maior estresse, entre outros.

Como é causada?

 As causas da síndrome de borderline ainda não estão totalmente esclarecidas. Porém, acredita-se que há um forte componente genético na sua origem. Além disso, existe uma relação do transtorno com histórico de experiências emocionais intensas na infância.

Por exemplo, ter que lidar com uma doença grave ou morte de um familiar, abuso sexual ou psicológico, negligência e terror psicológico por parte dos parentes, separação dos pais, abandono ou rejeição.

Como é o tratamento?

O tratamento deste transtorno de personalidade é um desafio para psicólogos e psiquiatras. No entanto, a aplicação de métodos adequados e eficientes pode oferecer uma melhor qualidade de vida aos pacientes.

Ainda, o tratamento padrão desta síndrome se dá com o uso de medicamentos antidepressivos, calmantes e estabilizadores de humor. Além disso, é necessário realizar acompanhamento psicológico.

A psicoterapia, por exemplo, é fundamental para aliviar alguns sintomas. Entre as principais metodologias utilizadas estão a terapia cognitiva comportamental, dialética comportamental e a terapia do esquema.

Então, com a leitura deste post, você conheceu um pouco mais sobre a síndrome de borderline e as características que ajudam a identificá-la. O tratamento com um profissional de saúde mental é fundamental para devolver a qualidade de vida ao paciente.

Quer saber mais? Estou à disposição para solucionar qualquer dúvida que você possa ter e ficarei muito feliz em responder aos seus comentários sobre este assunto. Leia outros artigos e conheça mais do meu trabalho como psiquiatra em Lucas do Rio Verde!

O que deseja encontrar?

Compartilhe

Share on facebook
Share on linkedin
Share on google
Share on twitter
Share on email
Share on whatsapp