Síndrome de Bordeline

Síndrome de Borderline: Sintomas, causas e tratamentos

A instabilidade emocional e as mudanças de humor são características comuns de diferentes transtornos mentais. Um deles é a síndrome de Borderline, uma condição grave que traz grande prejuízo ao paciente.

Você já ouviu falar nela? Conhece os sintomas, as causas e as opções de tratamento? Caso não, recomendamos a leitura deste post. A seguir, explicaremos tudo o que você precisa saber sobre o assunto.

O que é a síndrome de Borderline?

Trata-se de um transtorno mental grave que se caracteriza por uma instabilidade contínua no humor e no comportamento. O termo “borderline” refere-se ao que é limítrofe, ao que está na fronteira, o que descreve o que é essa condição.

Ainda, a síndrome de Borderline é um problema de saúde psiquiátrico e psicológico, pois o paciente apresenta uma personalidade marcada por alterações no humor e no comportamento, com mudanças súbitas e impulsivas de atitude.

No que se refere a epidemiologia, esse transtorno acomete tanto homens quanto mulheres, afetando cerca de 3% da população geral e representando 20% dos casos de pacientes em tratamento de transtornos mentais.

Em função dos sintomas, por vezes essa síndrome é confundida com outras patologias, tais como, esquizofrenia e transtorno bipolar. No entanto, a permanência e a intensidade dos sintomas é diferente.

Quais são os sintomas da síndrome de bordeline?

As características mais comuns de um indivíduo diagnosticado com a síndrome de borderline são as alterações de humor que podem durar vários dias, o medo de ser abandonado por amigos e familiares, a irritabilidade e a ansiedade com traços de agressividade.

Além disso, o paciente também pode apresentar pensamentos e ameaças suicidas, sensação de solidão, dificuldade em lidar com críticas, impulsividade, dependência por jogos, compulsão alimentar e instabilidade nas relações.

Como é causada?

Esse transtorno não tem suas causas totalmente esclarecidas. Porém, acredita-se que haja um forte componente genético no seu desenvolvimento. Além disso, existem outros fatores que são considerados de risco para a síndrome. 

Um deles é enfrentar experiências emocionais fortes na infância, tais como, abuso psicológico ou sexual, separação dos pais, morte ou doença de um ente, negligência, terror físico ou psicológico ou orfandade.

Como é o tratamento da síndrome de bordeline?

A síndrome de borderline é de díficil tratamento. No entanto, quando realizado de forma adequada, o paciente tem grandes chances de melhorar sua qualidade de vida. Porém, como pode durar por um longo período, é preciso ter paciência.

Ainda, entre as medidas terapêuticas mais eficazes estão a psicoterapia e o uso de medicamentos antidepressivos, estabilizantes de humor e calmantes, desde que devidamente prescritos pelo psiquiatra.

No que se refere à psicoterapia, ela pode ser realizada tanto individualmente quanto em grupo. Nesse último caso, pode ajudar o paciente a interagir com outras pessoas. Entre as abordagens mais utilizadas estão a terapia cognitivo-comportamental e a terapia dialética comportamental.

Então, com a leitura deste post, você conheceu tudo o que precisava a respeito da síndrome de borderline. Para o sucesso do tratamento, é fundamental que o paciente tenha o suporte da família.

Quer saber mais? Estou à disposição para solucionar qualquer dúvida que você possa ter e ficarei muito feliz em responder aos seus comentários sobre este assunto. Leia outros artigos e conheça mais do meu trabalho como psiquiatra em Lucas do Rio Verde!

O que deseja encontrar?

Compartilhe

Share on facebook
Share on linkedin
Share on google
Share on twitter
Share on email
Share on whatsapp