TDAH

TDAH: O que é e qual o seu tratamento?

Estima-se que o Transtorno de Déficit de Atenção com Hiperatividade (TDAH) ocorra em cerca de 5% das crianças e 2,5% dos adultos, sendo mais comum em meninos do que em meninas. A incidência desse distúrbio é alta na maioria das culturas.

Você já ouviu falar a respeito dessa condição? Conhece as alternativas mais eficazes de tratamento? Caso não, recomendamos a leitura deste post. A seguir, responderemos a essas e muitas outras dúvidas.

O que é TDAH?

Trata-se de um transtorno neurobiológico do desenvolvimento que leva à impulsividade, falta de atenção e hiperatividade. Embora esses sintomas estejam presentes na maioria da população, algumas pessoas os manifestam com maior intensidade e frequência.

Ainda, o TDAH é um transtorno que costuma surgir ainda na infância, mas os sintomas são mais perceptíveis na idade escolar, pois ao frequentar um novo ambiente de interação e raciocínio, as dificuldades da criança se tornam mais evidentes.

Durante muitos anos, esse transtorno foi ignorado e a sua existência já foi, inclusive, questionada. Porém, atualmente, o distúrbio já é reconhecido oficialmente por vários países e pela Organização Mundial da Saúde (OMS), sendo os pacientes protegidos por lei em alguns deles.

Quais são os sintomas mais comuns?

Os sintomas do TDAH costumam ser de fácil percepção para os pais e familiares que convivem com o paciente. Além disso, é importante não confundir os comportamentos relacionados aos distúrbios de aprendizagem, tais como, dislexia, disgrafia e discalculia.

Ademais, para uma avaliação correta é necessário que o paciente seja avaliado por um especialista. Porém, existem algumas características clínicas que ajudam a identificar o transtorno, como, por exemplo:

  • dificuldade em prestar atenção a detalhes e tarefas;
  • se distrai facilmente com estímulos externos;
  • parece não escutar quando alguém fala diretamente com ele;
  • não consegue seguir instruções ou finalizar as tarefas;
  • está sempre perdendo objetos necessários para concluir alguma atividade;
  • não tem familiaridade com atividades que exigem raciocínio ou atenção;
  • tem dificuldade em ficar parado, sempre batendo as mãos e pés;
  • não tem paciência em esperar por outras pessoas;
  • é muito falante e tende a responder antes das questões serem completadas;
  • tem grande dificuldade em se organizar.

Quais são as causas?

O Transtorno de Déficit de Atenção com Hiperatividade é causado pela combinação entre fatores genéticos, ambientais e alterações no cérebro. Além disso, existem alguns fatores que aumentam as chances de desenvolver esse distúrbio. São eles:

  • histórico familiar de TDAH, sendo o risco cinco vezes maior;
  • ter diagnóstico de alterações na região frontal do cérebro;
  • baixo peso no nascimento gera um risco duas vezes maior;
  • histórico de abuso infantil;
  • negligência familiar;
  • exposição a neurotoxinas como o chumbo ou ao álcool durante a gravidez.

Como é o tratamento?

Embora não seja passível de cura, o TDAH pode ter seus sintomas reduzidos. O tratamento é multidisciplinar e envolve o trabalho conjunto de psiquiatras, psicólogos, pedagogos e fonoaudiólogos.

Ainda, existem diferentes tipos de terapia que são eficientes para pacientes com o transtorno, tais como, terapia cognitiva-comportamental, psicoeducacional e fonoaudióloga. Além disso, podem ser prescritos medicamentos para reduzir a hiperatividade.

Enfim, como você pode perceber, o TDAH é um distúrbio que precisa ser tratado ainda na infância. Porém, é comum que a intensidade dos sintomas diminua com o avançar da idade. Então, caso suspeite de algo, procure a orientação de um especialista.

Quer saber mais? Estou à disposição para solucionar qualquer dúvida que você possa ter e ficarei muito feliz em responder aos seus comentários sobre este assunto. Leia outros artigos e conheça mais do meu trabalho como psiquiatra em Lucas do Rio Verde!

O que deseja encontrar?

Compartilhe

Share on facebook
Share on linkedin
Share on google
Share on twitter
Share on email
Share on whatsapp