Estresse pós traumático

Transtorno de estresse pós-traumatico: O que é e qual o seu tratamento?

Segundo a plataforma global de informações médicas, Manuais SD, cerca de 4% da população mundial adulta sofre com o transtorno de estresse pós-traumático (TEPT). Essa condição é muito comum em veteranos de guerras, sobreviventes de tragédias e de desastres naturais.

Você sabe como esse distúrbio é causado? Conhece a maioria das opções de tratamento? Caso não, recomendamos a leitura deste post. A seguir, responderemos a essas e muitas outras dúvidas sobre o assunto.

O que é o transtorno de estresse pós-traumático?

Trata-se de um transtorno psicológico que provoca medo excessivo após lidar com eventos chocantes, perigosos ou assustadores. Em alguns casos, essa condição pode acontecer em decorrência de alguma alteração repentina no dia-a-dia, como a perda de um ente querido.

Ainda, o medo é uma reação normal e essencial para os humanos e os animais, pois ajuda a lidar com os perigos da vida. No entanto, o TEPT provoca um medo excessivo e constante ao realizar tarefas simples e sem que haja um motivo aparente.

Ademais, o transtorno de estresse pós-traumático é um distúrbio de ansiedade que se caracteriza por um conjunto de sinais físicos, emocionais e psíquicos, em decorrência de ter sido vítima ou testemunha de situações traumáticas.

Como é causado?

O TEPT é causado por inúmeras causas. De modo geral, as situações traumáticas que desencadeiam o transtorno estão relacionadas a ameaças à vida em sua dimensão psíquica, física e social.

Além de, quem lida com esses eventos relata que revive o episódio como se estivesse acontecendo naquele momento, provocando a mesma dor e medo. A revivescência, como é chamada essa recordação, desencadeia alterações neurofisiológicas e mentais.

Ainda não se sabe por que um mesmo trauma pode causar TEPT em algumas pessoas e não provocar nenhum sintoma em outras. Além disso, o quadro pode ser causado por qualquer experiência avassaladora e aterrorizante, tais como:

  • Combate em guerras;
  • Violência doméstica;
  • Abuso sexual;
  • Acidente automobilístico;
  • Ameaças de morte;
  • Testemunhar outras pessoas sendo agredidas;
  • Catástrofes naturais
  • Situações de violência, sequestro, roubo, tortura e assalto.

Como é o tratamento?

O tratamento do TEPT visa reduzir a intensidade e a frequência dos sintomas, além de entender as razões e os eventos que impulsionaram as lembranças negativas no paciente. Neste sentido, a psicoterapia é um dos recursos mais efetivos.

Ainda, a abordagem terapêutica mais utilizada para tratar esse transtorno é a terapia cognitivo-comportamental (TCC). As sessões ajudam o paciente a relaxar a mente, entender o que está ocorrendo e aprender a lidar com a lembrança traumática.

Ademais, o médico também poderá combinar a terapia com o uso de medicamentos, como os antidepressivos e os ansiolíticos. Além disso, existem outras abordagens da psicoterapia que podem ser utilizadas em conjunto.

Por fim, realizar atividades físicas, meditação, mudanças na alimentação e técnicas de relaxamento são medidas que contribuem para a promoção do bem-estar. Alguns maus hábitos precisam ser evitados, tais como, fumar e fazer uso excessivo de álcool.

Então, com a leitura deste post, você conheceu um pouco mais sobre o transtorno de estresse pós-traumático, suas causas, sintomas e tratamentos. Portanto, caso tenha sofrido algum tipo de situação traumática, procure um médico para ser avaliado.

Quer saber mais? Estou à disposição para solucionar qualquer dúvida que você possa ter e ficarei muito feliz em responder aos seus comentários sobre este assunto. Leia outros artigos e conheça mais do meu trabalho como psiquiatra em Lucas do Rio Verde!

O que deseja encontrar?

Compartilhe

Share on facebook
Share on linkedin
Share on google
Share on twitter
Share on email
Share on whatsapp